Início / Brasil / Suspeito de matar sogra que tentava proteger filha é achado morto em carro

Suspeito de matar sogra que tentava proteger filha é achado morto em carro

FONTE: G1 MT

Um marceneiro de 47 anos suspeito de atirar e matar a sogra, Ivanilde de Fátima Sarnoski, de 57, ao tentar assassinar a mulher dele, Eliane da Silva Sarnoski, de 36 anos, no último final de semana, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, foi encontrado morto dentro de um carro, nesta quarta-feira (11), de acordo com o delegado Bruno Abreu, da Policia Civil daquele município, que investiga os crimes cometidos contra mãe e filha.

 

Eliane Sarnoski, de 36 anos, foi baleada pelo marido (Foto: Rádio Sorriso)

Eliane Sarnoski, de 36 anos, foi baleada pelo marido  e está
internada (Foto: Rádio Sorriso)

 

 

Ele estava sendo procurado pela polícia após ser apontado como principal e único suspeito do crime. No sábado (7), ele foi visto pelos vizinhos saindo da casa da sogra dele, com uma arma nas mãos. As testemunhas disseram ter ouvido o som de vários disparos de arma de fogo e chamaram por socorro após virem Ivanilde caída na varanda da casa, já morta.

 

O delegado informou que a morte do marceneiro também será apurada pela polícia. A hipótese de suicídio não é descartada.
Eliane está internada no Hospital Regional de Sorriso desde sábado. Ela também foi baleada pelo marido, que não aceitava a decisão dela de terminar o relacionamento. Segundo a polícia, depois de atirar na sogra, que tentava proteger a filha, o marceneiro entrou na casa e efetuou alguns disparos contra a porta do banheiro onde Eliane tentava se esconder dele. Ela foi atingida na coluna, conforme a Polícia Civil.
De acordo com uma vizinha das vítimas, todos estão chocados com a tragédia. “A gente nunca espera que esse tipo de caso vá acontecer com um vizinho. A família era muito sossegada e muito reservada. Era difícil ouvirmos alguma confusão ou algo parecido vindo da casa deles. Não davam problema para ninguém”, afirmou.
A mulher conta que estava em casa no dia do crime, ouviu os tiros e chegou a ver o marceneiro no local. “Contei dois disparos e depois acabei ouvindo mais uns dois ou três. Acabei ficando muito assustada e só saí quando parei de ouvir os tiros. Quando fui para a rua, o vi saindo andando com a arma na mão”, contou.
Ela explica que, na casa onde ocorreu o crime, moravam Ivanilde, o marido dela, Eliane e mais três crianças, frutos de um relacionamento anterior dela. A vizinha revela que apesar da tranquilidade na casa, pessoas próximas comentam que “a relação entre Eliane e o marceneiro era conturbada, pois haviam relatos de que ele era violento, mas que ela não queria que ninguém soubesse que estava sendo ameaçada”.

Sobre Otavio de Jesus

Olá.....que bom que visitou este nosso site, criado e hospedado por Mundo Digital Serviços para Web. Sobre mim, trabalho na montagem e criação de web sites e web rádios. somos pioneiro de serviços para web....confira em nossos portfólio. Muito obrigado e aproveite o site de nosso amigo Junnior Monteiro.

Veja Também

COPOS – CANECAS E BALDES PERSONALIZADOS

             

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *